3.10.05

Referendo sobre Comercialização de Armas

Posted by Picasa
Foto by www.powerliberal.blogspot.com/ Armas me assustam. Me metem medo. Atirei duas ou três vezes em stand de tiro. E só. Mas vou confessar: me mete muito mais medo saber que todas as pessoas, inclusive aquelas que sabem usar, têm porte de arma e precisam ter um instrumento de defesa em casa, fiquem sem o direito de portar arma. Quando era um guri, morava em área rural. Meu pai tinha duas armas em casa. Um rifle e um revólver. Nunca deixou que eu chegasse perto das armas e nunca permitiu que eu atirasse com as armas dos amigos dele. Sempre me ensinou que arma é perigosa. E eu sempre respeitei. Conheço dezenas de acidentes em que vítimas inocentes morreram porque o dono da arma não a guardou corretamente em casa e nem orientou os filhos sobre perigo/segurança. Mas dar aos bandidos o direito de só e exclusivamente eles terem armas (e muitas vezes melhores das que têm a Polícia!) não mesmo! Não faço campanha, nem tento convencer ninguém a pensar do mesmo jeito que eu. Agora eu vou votar NÃO. Não quero nem pensar que a bandidagem vá entrar impunemente na casa das pessoas sabendo que a maioria delas não vai ter uma arma em casa. A maioria. Com certeza, muita gente vai passar a ter armas clandestinas. E, se o SIM for vencedor, mesmo as pessoas de bem que tiverem armas em casas, vão se sentir meio marginais. Vão estar a margem da lei. É certo isso???

Um comentário:

ronan disse...

Voce já viu alguma vez bandido deixar de entrar em casa de alguem com medo da vitima reagir com arma de fogo???
HAHAHA
que comedia. e vc ja ouviu falar de algum bandido que seja desarmado? BANDIDO por definição É armado. O que tem que ser feito não é desarmar os bandidos. Mas sim acabar com os bandidos. Com a violência. O Primeiro passo pra isso é diminuir o numeor de armas de fogo no Brasil. Boa parte das armas legalizadas (uma grande parte na verdade, mais de 60%, segundo pesquisa da Folha de Sao Paulo, que voce como jornalista, deveria ter lido) tem como destino final, o crime. Ou seja. VOTEM SIM!