18.6.06

Maria Bethânia

Para não dizerem que só tenho falado de futebol! Hoje, Maria Bethânia faz 60 anos. Ainda me lembro, adolescente, descobrindo os discos que ela misturava canções com poemas. Foi através dela que conheci Fernando Pessoa. Não bastasse tudo o que ela já fez pela MPB, para mim, só essa descoberta já teria bastado. Mas ainda havia textos da própria Bethânia, de Fauzi Arap, Clarice Lispector, de Antonio Bivar. E as músicas...as músicas que cortavam fundo na alma com a voz grave e doce de Bethânia. Que a vida lhe seja eterna, Maria Bethânia. "Era uma vez, mas eu me lembro como se fosse agora. Eu queria ser trapezista, minha paixão era o trapézio. Me atirava do alto na certeza que alguém segurava-me as mãos não me deixando cair. Era lindo mas eu morria de medo, tinha medo de tudo quase: cinema, parque de diversão, de circo, ciganos, aquela gente encostada que chegava e seguia. Era disso que eu tinha medo. Do que não ficava pra sempre." Antonio Bivar, Drama 3. Ato, 1973

6 comentários:

odete almerinda disse...

pelo amor de Deus...alguem que me diga onde posso encontrar textos de clarice lispector declamados por maria bethania!!!!!!!!!!!!!!

Giacomo disse...

Olá...
Veja neste site:
http://gritodealerta.kit.net/fundos/texto_lista_70.htm
Abs.//

Mauro Castro disse...

O Brasil ganhou, hoje, 2x0. Um gol no primeiro jogo, 2 gols no segundo jogo... nesse rítmo será 7 gols na final!
Há braços!!

DO disse...

Ela vai ficar sempre nas memórias,GIÁCOMO.
Destas vozes eternas realmente!!
Abração!

Margarida V disse...

grande cantora!

Marilyn disse...

O texto de Bivar é lindo!
[apesar do meu medo de palhaços!]
E vem Clarice, Pessoa e Bethânia!
Não peço mais nada!
Fechou!
:D