9.8.06

Justiça

Ferreira Gullar, hoje no UOL "Como cidadão, tenho necessidade de entender de que modo a justiça é feita, mesmo porque ela é o fundamento da sociedade. Quando a Justiça falha, o convívio social fica ameaçado pela arbitrariedade. Logo, não se pode aceitar que o advogado de defesa se atribua a função de evitar que um assassino confesso seja punido por seu crime. Não é admissível que se tenha criado com esse propósito a figura do advogado de defesa. Ele existe para impedir que o inocente seja condenado, e não para garantir a impunidade do criminoso. Seria um absurdo que a própria Justiça criasse um instrumento para se anular. Talvez por deformação profissional, busca de notoriedade ou entendimento equivocado de seu papel, o advogado de defesa, com honrosas exceções, atua na prática como inimigo da Justiça. ... Causa espanto que um profissional, formado para trabalhar na aplicação das leis, demonstre tão pouco apreço aos valores humanos e sociais. ... Na célebre tragédia de Sófocles, "Édipo Rei", a par da simbologia psicanalítica identificada por Freud, há uma outra: a da irrenunciável necessidade de que a justiça seja feita. Tebas só se livrará da peste quando o responsável pela morte de Laios for identificado e punido. Sófocles nos ensina que, quando a Justiça falta, a comunidade humana adoece."

Um comentário:

DO disse...

Nossos políticos tbem são eleitos pra nos representar,GIÁCOMO. E o que fazem?
Nossos magistrados estão lá para serem justos. E o que fazem?
Os administradores foram eleitos para governar cidades,estados,o país.E o que fazem?
Pois é...