2.5.07

Paulo Freire

Hoje faz dez anos que o Professor Paulo Freire morreu. Eu o conheci e tenho a assinatura dele no livro A Pedagogia do Oprimido. É uma pena que um homem tão preocupado com a educação não tenha tido a oportunidade de fazer a revolução educacional de que o Brasil precisava. É mais reconhecido fora do que no próprio país. Em vez de impor um sistema a alunos de comunidades carentes que nada tinham a ver com suas realidades, o método Paulo Freire propunha um aprendizado profundamente ligado ao cotidiano dos educandos, que aprendiam a se relacionar com seu mundo e com seu educador, democraticamente. O método, aplicado por Freire na Campanha Nacional de Alfabetização durante o governo de João Goulart, foi tão eficaz que ressaltou as abissais diferenças políticas entre a ditadura militar e o método democrático do educador socialista-cristão. Freire foi exilado e o livro A Pedagogia do Oprimido, escrito em 1970, foi proibido no Brasil até 1974, quando finalmente o General Geisel iniciou o processo de abertura cultural.

Um comentário:

Luciane disse...

Oi, Giacomo! Boa lembrança a tua. Tenho o livro Pedagogia do Oprimido na versão sueca, o qual foi literatura recomendada em um curso universitário que fiz aqui. É realmente uma pena que ele não seja tão reconhecido no Brasil quanto é reconhecido aqui na Europa.
Abraço