11.7.06

Cantares

(Poema de Antonio Machado, Espanha) "Todo pasa y todo queda, pero lo nuestro es pasar, pasar haciendo caminos, caminos sobre el mar. ... Caminante, no hay camino, se hace camino al andar. ... Murió el poeta lejos del hogar. Le cubre el polvo de un país vecino. Al alejarse le vieron llorar. ... Caminante no hay camino, se hace camino al andar..." O caminho, somos nós que o fazemos, ao caminhar. Muita gente credita este poema a Atahualpa Yupanqui, grande, imenso poeta argentino. Mas é de Antonio Machado, espanhol, nascido em Sevilha em 1875 e morto em Colliure (França) em 1939, fugido da guerra civil espanhola. E é belo. (Obrigado, Zero)

5 comentários:

DO disse...

Seja de quem for,é muito interessante,Giácomo.
Grande abraço!

Tássia N. disse...

"Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar"
. Belo!! SImples e preciso...

Marilyn disse...

singelo!

zero disse...

Manuel Machado não era argentino mas sim espanhol, nascido em Sevilha em 1875 e morto em Colliure (França) em 1939, fugido à guerra civil espanhola.

Margarida V disse...

estas palavras na voz de joan manuel serrat un cantor catalan que musicou muitos dos seus poemas é de cortar a respiração.